Vire o jogo e saia da crise

Vire o jogo e saia da crise

RESILIÊNCIA

por Fabricia Zamataro 
  • Todos nós já passamos pelo menos uma vez na vida por uma crise. As situações difíceis podem acontecer em momentos de mudança repentina, morte, doença, problemas financeiros, separação, gravidez não planejada, etc.

    Segundo a psicóloga Adriana Takahashi, na língua chinesa e nos negócios, crise e oportunidade são representadas por um mesmo ideograma. “Num momento desfavorável, teremos sempre a chance de escolher: ou renascemos da crise ou nos afundamos nela”, explica. Toda mudança gera estresse, seja ela boa ou ruim. Corajoso não é aquele que não sente medo, e sim o que o enfrenta e se supera diante de situações difíceis. Apesar de a crise ser um momento negativo, a Adriana garante que é uma oportunidade na qual é possível fazer uma reflexão sobre fatos e acontecimentos de nossa vida, para uma posterior atitude positiva.

    No entanto, o que fazer quando se está em uma crise? Para Gustavo Boog, consultor e terapeuta organizacional, o primeiro passo para sair de uma é reconhecer e aceitá-la. “Só podemos modificar e transformar aquilo que aceitamos. Quando estamos no meio de uma crise tudo o que queremos é sair dela, mas depois de um tempo, geralmente, começamos a perceber que aquela situação teve muitos aspectos positivos que nos impulsionaram para mudanças e a um patamar mais elevado de consciência”, comenta.

    Enfrente as dificuldades

    Quando estamos em crise não temos como prever quanto tempo ficaremos nessa situação. Sua duração depende de diversos fatores e, principalmente, varia de pessoa para pessoa. Algumas se recuperam mais rápido que outras, superam os obstáculos e encontram forças para recomeçar.

    Nessa hora, segundo Gustavo, o autoconhecimento é uma ferramenta fundamental, pois desvenda nossas formas de reagir às situações, limitações e nossos potenciais. Quanto mais a pessoa se conhecer, mais chance terá de sair fortalecida. Outro fator importante é não se deixar engolir pela crise. Muitas pessoas que passam por momentos difíceis tendem a se isolar, distanciar de sua rotina, trabalho e atividades.

    De acordo com Gustavo, a paralisia é devastadora. Ele acredita que se nos colocarmos num plano mais elevado, obteremos força para lidar com as crises e dificuldades: “Cada crise tem riscos e oportunidades. Os riscos já vêm prontos e são avassaladores. As oportunidades são sementes que germinarão a seu tempo. A qualidade da resiliência é fundamental para lidar com as crises”.

    Busque ajuda

    Para a maioria das pessoas é difícil criar forças por conta própria, e a busca por ajuda se torna uma necessidade. Segundo a psicanalista e terapeuta Sonia Novinsky, a crise surpreende porque você não sabia que tinha estados emocionais críticos se acumulando sem serem integrados progressivamente na consciência e serem superados.

    Para ela, a ajuda pode vir de um parente, amigo, profissional ou até mesmo de um conhecido. “O importante é escolher alguém que não vá dar conselhos ou julgá-lo, pois ajudar não é isso! Ajudar é mostrar o caminho para se integrar e se conscientizar de suas emoções negativas, ansiedades, medo de quebrar hábitos estabelecidos há muito ou imagens de si que custam caro demais”, explica.

    Gustavo defende que se olharmos para traz e recordarmos as crises pelas quais passamos com certeza encontraremos grandes oportunidades de desenvolvimento pessoal. “As crises são alertas que nos mostram que mudanças e transformações precisam ter lugar. Gosto especialmente da frase de Jung, que diz ‘Só permanece verdadeiro aquilo que se transforma’. E as crises são nossas oportunidades de transformação”, conta. Se identificarmos isso e conseguirmos olhar além da crise, poderemos buscar nela, com ou sem ajuda, novas oportunidades de crescimento. Assim, depois dela, o jogo sempre vai virar a seu favor.

    6 dicas para virar o jogo

    No livro Bem-vindo a sua Crise, a autora Laura Day fala sobre como utilizar os momentos difíceis para criar a vida que você quer. Confira algumas dicas para virar o jogo e sair de uma crise.

    » Aceite quem você é.
    » Aplique primeiros socorros à sua vida – aja como se tivesse o poder da situação.
    » Analise a situação e busque melhorá-la.
    » Aja como se você fosse seu próprio pai.
    » Não deixe o trabalho de lado, por mais monótono que pareça.
    » Peça a ajuda de outras pessoas – você não consegue resolver tudo sozinho.

    PARA SABER MAIS: 
    Livro: Bem-vindo a sua Crise
    Autora: Laura Day
    Editora: BestSeller

* Adriana Takahashi, psicóloga clínica.

http://www.motivaonline.com.br/artigo/43949-vire-o-jogo-e-saia-da-crise.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *